BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

6 vantagens de implementar a admissão digital


A admissão digital consiste em fazer o processo de contratação de novos colaboradores utilizando o meio digital. Implementamos ferramentas e recursos tecnológicos para que o recrutamento e a seleção sejam realizados total ou parcialmente de forma online. 

As vagas podem ser divulgadas pela internet, os currículos podem ser recebidos através de e-mails ou plataformas apropriadas para a seleção, um sistema ajuda a encontrar e selecionar os melhores candidatos, as entrevistas podem ser online, assim como os testes entre outras etapas que compõem o processo de admissão. 

Como utilizamos a tecnologia de uma forma intensa, conseguimos conquistar diversas vantagens para o time de RH e a empresa de um modo geral. Preparamos este conteúdo para que você saiba quais são essas vantagens. Confira!

1- Agilidade nos processos

O meio digital tem como uma das suas principais características o fato de trazer mais agilidade para o dia a dia das pessoas e empresas. Por isso, para o departamento pessoal se torna possível fazer a admissão de novos talentos de uma forma rápida, eliminando etapas burocráticas e morosas que exigem, por exemplo, o comparecimento ao local e o envio de documentos físicos. Aproveitamos melhor o tempo.

2- Praticidade na gestão de documentos

O time de RH também passa a não precisar lidar com pilhas de currículos em papel e outros documentos que são solicitados para os candidatos. Tudo isso é feito em formato digital, o que possibilita uma gestão muito mais organizada, trazendo mais praticidade na hora de consultar e armazenar as informações. Inclusive, reduzindo o uso de espaço físico.

3- Redução de tarefas operacionais

A admissão digital também é muito vantajosa porque, como dito, utilizamos diversas ferramentas e recursos tecnológicos. Assim, o RH não precisa focar em tarefas operacionais e repetitivas, que podem ser realizadas pelo próprio sistema. O departamento pessoal se torna muito mais analítico e passa a trabalhar com dados e inteligência.

4- Processo mais sustentável 

Reduzimos de uma forma significativa o consumo de papéis, o que ajuda a minimizar os custos com esse insumo, tinta para impressão, cópias e até mesmo energia elétrica, criando um processo muito mais sustentável e econômico.

5- Economia de tempo

Explicamos que o sistema utilizado para fazer a admissão digital realiza diversas tarefas operacionais. Ele mesmo pode buscar os candidatos comparando o perfil com as exigências de cada vaga. Seleciona os currículos, faz o envio automático de e-mail e mensagens, entre muitos outros. Isso ajuda a reduzir o tempo do processo de contratação. 

Sem falar que as entrevistas e aplicações de testes podem ser feitas utilizando a internet. Não sendo necessário atender cada candidato de forma presencial. Fatores que também vão contribuir para economizar um tempo precioso de deslocamento, trânsito, atrasos e outros imprevistos que podem ocorrer.

6- Mais produtividade para o RH

Por tudo isso, o RH se torna mais produtivo na gestão de pessoas e documentos, na tarefa de procurar e selecionar os novos talentos. Seu trabalho ganha em qualidade, pois o sistema ajuda a evitar erros e retrabalhos, faz uma seleção minuciosa dos candidatos e podemos trabalhar com base em dados. As contratações ficam mais alinhadas com a cultura da empresa.

Apesar de todas essas vantagens, não podemos esquecer de que a admissão digital precisa observar aquilo que está previsto na Lei Geral de Proteção de Dados, também chamada de lei LGPD. Afinal, é preciso garantir o sigilo das informações do candidato, além de respeitar a sua privacidade. 

Portanto, na hora de implementar a admissão digital, tenha o cuidado de contar com uma boa plataforma para realização desse processo. Assim você garante que a LGPD será cumprida, bem como as leis trabalhistas; além de proporcionar um processo mais prático e confiável, com ótimas soluções de automatização e gestão para o seu time de RH. 

A tecnologia é uma grande aliada das empresas atualmente. Veja como ela pode ampliar os resultados do negócio trazendo ainda mais benefícios.

 

 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

Inteligência de dados: entenda como ela pode ajudar a sua empresa


Hoje, as informações comerciais estão no centro das operações financeiras e comerciais. As empresas e os investidores estão constantemente em busca de dados que possam transformar as informações financeiras e da empresa em valiosos insights de negócios. É aqui que a inteligência de dados entra em jogo.

Ela é definida como todas ferramentas e métodos utilizados para coleta e análise de dados. O objetivo geral envolvido em inteligência de dados para empresas é melhorar os serviços e produtos, bem como aumentar os lucros.

Neste artigo nós explicamos o que é essa estratégia e como ela pode ajudar a sua empresa!

O que é inteligência de dados?

Data Intelligence é o resultado de uma análise profunda dos dados de uma empresa usando tecnologias avançadas como IA, Machine Learning e outras ferramentas de dados. Ajuda as empresas a um envolvimento significativo e análise de seus dados para extrair percepções incisivas em muitas áreas, incluindo:

  • visão de 360 graus de seu negócio ou processo específico;
  • impulsione a transformação dentro da organização;
  • entender seus clientes;
  • criar produtos ou serviços.

Quais são os benefícios para as empresas?

A inteligência de dados é usada tanto por empresas quanto por investidores. No entanto, cada um deles utiliza e aproveita técnicas e estratégias de inteligência de dados por uma série de razões diferentes, todas com base em KPIs, objetivos etc. variáveis. Aqui estão alguns exemplos de casos de uso que atraem profissionais do setor para o emprego de inteligência de dados:

  • as tendências de mercado podem ser previstas com análises de negócios avançadas, melhorando o investimento e as decisões gerenciais;
  • a inteligência de dados permite que as empresas lidem com grandes volumes de dados com a ajuda de aprendizado de máquina e outros métodos e ferramentas de inteligência artificial;
  • as empresas podem aprimorar isso com a ajuda de dados alternativos brutos, dados históricos e tecnologia avançada de IA;
  • a inteligência de dados ajuda a analisar a base de clientes existente e potencial, melhorando assim a geração de leads, as taxas de conversão e a retenção de clientes;
  • também ajuda a tornar os processos de negócios mais eficientes, fornecendo uma melhor compreensão do que funciona e o que precisa ser mudado, o que também leva à eficiência de custos.

Como implementar uma estratégia de inteligência de dados na sua empresa?

Agora que você sabe o que é a inteligência de dados e quais são os benefícios dela para os negócios, confira um passo a passo básico para adotar essa estratégia.

Defina seus objetivos

Uma estratégia de inteligência de dados é um projeto que permite a qualquer empresa medir seu desempenho, expor deficiências, melhorar as vantagens competitivas e usar mineração de dados e análises para uma tomada de decisão bem-sucedida.

Defina os principais indicadores de desempenho

Depois de coletar informações suficientes, é importante definir os KPIs que você vai rastrear em toda a empresa e aqueles para rastrear dentro dos departamentos. Seus KPIs devem ser mensuráveis, combinando com seus objetivos e vitais para atingir suas metas de negócios.

Encontre o melhor software para suas necessidades

A seleção de ferramentas varia de acordo com os requisitos e o orçamento. No entanto, é crucial entender e avaliar esses fatores ao escolher uma solução de software:

    • você tem acesso aos dados e uma visão conveniente das informações relevantes?
    • este sistema oferece integração com os sistemas existentes ou APIs para se conectar aos seus sistemas?
    • você pode colaborar com outras pessoas na análise de dados e compartilhar análises visualizadas?
    • você será capaz de se aprofundar nos dados e descobrir novos insights por conta própria?

Concluindo, a inteligência de dados não é apenas uma palavra da moda que acompanha IA, aprendizado de máquina e big data. Ela está crescendo como uma estratégia obrigatória para organizações e empresas, independentemente do tamanho. Seu valor em lidar com dados de forma inteligente e sua capacidade de digerir grandes quantidades de dados e tirar conclusões precisas ajudarão as empresas a obter uma visão sobre estratégias criativas e benéficas para o futuro.

E já que estamos falando em dados, continue no nosso blog e saiba como um ERP pode ajudar uma pequena empresa!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

NPS – uma importante métrica a ser acompanhada


A transformação digital trouxe novas formas de desenvolver o trabalho corporativo. Neste sentido, as métricas se destacam como fundamentais para garantir o sucesso dos planejamentos. O NPS, ou Net Promoter Score, por exemplo, fala sobre o nível de satisfação do cliente. Com a tendência cada vez mais imediatista e consciente do seu papel no processo de compras, isso se torna fundamental.

Também pode surgir a pergunta a respeito da satisfação de outro público: o público interno, os colaboradores, investidores, dentre outros. Afinal, essas são as pessoas responsáveis em construir a imagem da marca.

Neste artigo, falaremos sobre essa métrica voltada para a avaliação do nível de satisfação e como ela pode ser calculada. Conheça também o Employee NPS, que é voltado para o público interno e como será possível identificar o nível de engajamento e motivação da sua equipe. Boa leitura!

Afinal, o que é o Net Promoter Score?

O NPS pode ser traduzido livremente como Pontuação para as Chances de Promoção. Essa métrica poderia ser entendida como uma medida das chances de gerar uma recomendação espontânea por parte dos clientes. Obviamente que essa ação não é a única característica observada a partir dos resultados deste indicador.

Ideal para negócios de grande porte até pequenas empresas, o NPS traduz a força da marca no mercado. É uma métrica que fala sobre as chances de indicação da empresa, mostrando o quanto o consumidor identifica o valor agregado e se identifica com a empresa — a ponto de se mostrar como apoiador da mesma.

Como calcular o NPS da sua empresa?

O NPS surgiu no início dos anos 2000 e tem a grande vantagem de contar com o uso da tecnologia tanto para coleta de dados quanto para tratamento e análise dos mesmos. Fred Reicheld, o criador dessa métrica, estabeleceu um formato que é seguido até os dias atuais.

Para calcular o NPS basta fazer uma única pergunta para o cliente que basicamente consiste nele responder, em uma escala de 1 a 10, quais são as chances de ele indicar a empresa para amigos ou familiares. Depois disso, em vez de um cálculo, é hora de observar o resultado.

Na perspectiva do Net Promoter Score para esse estágio pós-venda, o consumidor é dividido em 3 grupos.

1- Detrator — também conhecido como hater, esse público está claramente insatisfeito com o atendimento, o produto, serviço ou com o processo de compra em si. Os detratores de uma empresa normalmente fazem avaliações entre 1 e 6.

2- Neutro — este cliente não demonstra que tenha algo bastante relevante para reclamar sobre a empresa, entretanto, ele também não indica que está disposto a indicar as soluções oferecidas pela marca facilmente. Os consumidores neutros ou passivos tendem a dar nota 7 ou 8 para a pergunta do NPS.

3- Promotor — cliente ideal, normalmente avalia sua jornada de compra entre 9 e 10. Estes são os clientes mais valiosos da empresa, tanto pela possibilidade de indicação quanto pela chance de recompra. Os promotores, também conhecidos como defensores ou evangelizadores da marca.

Em seguida, para calcular o NPS basta subtrair a porcentagem de promotores da marca pela quantidade de detratores. Sendo assim teremos um resultado que pode variar entre 100 e -100 pontos, quanto maior o valor, melhor é o nível de satisfação do cliente. Uma avaliação acima de 75 pontos é considerada de sucesso para a empresa.

NPS = %Promotores – %Detratores

ENPS: como usar essa métrica com colaboradores?

O ENPS — Employee Net Promoter Score — é uma forma de avaliar a força da cultura empresarial e o quanto os colaboradores têm satisfação no trabalho. Consequentemente isso impacta os principais desafios da gestão como produtividade, motivação e engajamento.

A aplicação do ENPS é bem semelhante à realizada com os clientes externos. Um ponto muito importante que deve ser avaliado é o sigilo. Como o colaborador tem uma relação que pode ser vista como dependência em relação à empresa, os resultados podem ser mascarados caso o funcionário acredite que sua resposta não manterá o anonimato, podendo prejudicar suas relações de trabalho.

Quais são as vantagens do ENPS para gestão de pessoas?

Aplicar o ENPS é tão importante quanto o próprio NPS. Afinal, os colaboradores são os responsáveis em ajudar o cliente a construir sua visão sobre a marca. Eles transformam textos e intenções em ações, comprovando (ou não) o que a empresa pensa sobre ela mesma. Confira a seguir os benefícios de aplicar essa métrica.

Rápido e fácil de aplicar

Com apenas uma pergunta é possível direcionar várias ações. Em vez de longos questionários o ENPS só quer saber quais as chances do colaborador indicar a empresa (ou de um candidato indicar um processo seletivo). Dessa forma, fica também mais fácil e rápido tratar os dados e analisar os resultados.

Aplicado por grandes marcas

Desenvolvido a partir de estudos publicados na Harvard Business Review, o NPS não é uma métrica vaga ou com baixa testagem. Atualmente ela é aplicada em empresas de todos os portes, reforçando a seriedade da métrica com a aplicação por marcas como a Amazon, Netflix, Microsoft e Apple.

Contribuição para a retenção de talentos

Além das vantagens relacionadas à coleta de dados referentes à métrica, o ENPS pode ser uma estratégia muito importante na retenção de talentos da empresa. Afinal, com ela é possível identificar quais pontos precisam ser melhorados, direcionando para ações mais certeiras. Dessa forma, o clima organizacional tende a melhorar e automaticamente reduzir as taxas de turnover.

Como o ENPS pode contribuir no clima organizacional?

Assim como outros KPIs (Indicadores-chave de Performance) o ENPS é uma métrica fundamental para ajudar os gestores de pessoas a se orientar, contribuindo para os planos apontados no HCM da empresa.

Se existe um número grande de detratores nas análises de respostas, então talvez seja hora de rever princípios e valores. A partir dessa métrica, é possível entender quais são as diretrizes mais indicadas, criando, inclusive, intervenções mais bruscas, dependendo dos resultados.

Como você deve ter percebido o NPS, ou Net Promoter Score, é uma excelente métrica para avaliar o nível de satisfação não apenas dos clientes como também dos colaboradores. Com o ENPS é possível entender se a cultura da empresa está compatível com as expectativas do público interno. A partir dos resultados, é possível ter insights de ações para melhorar a qualidade de vida no trabalho.

Se você gostou deste artigo, então leia nosso texto sobre Clima Organizacional e descubra como melhorar a percepção dos seus clientes internos sobre a empresa!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

6 vantagens de implementar a admissão digital


A admissão digital consiste em fazer o processo de contratação de novos colaboradores utilizando o meio digital. Implementamos ferramentas e recursos tecnológicos para que o recrutamento e a seleção sejam realizados total ou parcialmente de forma online.

As vagas podem ser divulgadas pela internet, os currículos podem ser recebidos através de e-mails ou plataformas apropriadas para a seleção, um sistema ajuda a encontrar e selecionar os melhores candidatos, as entrevistas podem ser online, assim como os testes entre outras etapas que compõem o processo de admissão.

Como utilizamos a tecnologia de uma forma intensa, conseguimos conquistar diversas vantagens para o time de RH e a empresa de um modo geral. Preparamos este conteúdo para que você saiba quais são essas vantagens. Confira!

    1. Agilidade nos processos

O meio digital tem como uma das suas principais características o fato de trazer mais agilidade para o dia a dia das pessoas e empresas. Por isso, para o departamento pessoal se torna possível fazer a admissão de novos talentos de uma forma rápida, eliminando etapas burocráticas e morosas que exigem, por exemplo, o comparecimento ao local e o envio de documentos físicos. Aproveitamos melhor o tempo.

2. Praticidade na gestão de documentos

O time de RH também passa a não precisar lidar com pilhas de currículos em papel e outros documentos que são solicitados para os candidatos. Tudo isso é feito em formato digital, o que possibilita uma gestão muito mais organizada, trazendo mais praticidade na hora de consultar e armazenar as informações. Inclusive, reduzindo o uso de espaço físico.

3. Redução de tarefas operacionais

A admissão digital também é muito vantajosa porque, como dito, utilizamos diversas ferramentas e recursos tecnológicos. Assim, o RH não precisa focar em tarefas operacionais e repetitivas, que podem ser realizadas pelo próprio sistema. O departamento pessoal se torna muito mais analítico e passa a trabalhar com dados e inteligência.

4. Processo mais sustentável

Reduzimos de uma forma significativa o consumo de papéis, o que ajuda a minimizar os custos com esse insumo, tinta para impressão, cópias e até mesmo energia elétrica, criando um processo muito mais sustentável e econômico.

5. Economia de tempo

Explicamos que o sistema utilizado para fazer a admissão digital realiza diversas tarefas operacionais. Ele mesmo pode buscar os candidatos comparando o perfil com as exigências de cada vaga. Seleciona os currículos, faz o envio automático de e-mail e mensagens, entre muitos outros. Isso ajuda a reduzir o tempo do processo de contratação.

Sem falar que as entrevistas e aplicações de testes podem ser feitas utilizando a internet. Não sendo necessário atender cada candidato de forma presencial. Fatores que também vão contribuir para economizar um tempo precioso de deslocamento, trânsito, atrasos e outros imprevistos que podem ocorrer.

6. Mais produtividade para o RH

Por tudo isso, o RH se torna mais produtivo na gestão de pessoas e documentos, na tarefa de procurar e selecionar os novos talentos. Seu trabalho ganha em qualidade, pois o sistema ajuda a evitar erros e retrabalhos, faz uma seleção minuciosa dos candidatos e podemos trabalhar com base em dados. As contratações ficam mais alinhadas com a cultura da empresa.

 

Apesar de todas essas vantagens, não podemos esquecer de que a admissão digital precisa observar aquilo que está previsto na Lei Geral de Proteção de Dados, também chamada de lei LGPD. Afinal, é preciso garantir o sigilo das informações do candidato, além de respeitar a sua privacidade.

Portanto, na hora de implementar a admissão digital, tenha o cuidado de contar com uma boa plataforma para realização desse processo. Assim você garante que a LGPD será cumprida, bem como as leis trabalhistas; além de proporcionar um processo mais prático e confiável, com ótimas soluções de automatização e gestão para o seu time de RH.

A tecnologia é uma grande aliada das empresas atualmente. Veja como ela pode ampliar os resultados do negócio trazendo ainda mais benefícios.

 

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

SeniorNP Audit – Serviços de Auditoria de Folha de Pagamento


Como funciona uma auditoria de folha de pagamento?

Primeiramente precisamos entender que a auditoria pode ser feita na empresa por uma equipe interna ou externa. E se tratando de folha de pagamento, a auditoria externa permite uma visão de fora, gerando questionamentos que normalmente não são percebidos pela equipe que faz o trabalho a tanto tempo e por muitas vezes, acaba sendo feito no modo automático.

Os processos de folha de pagamento são realizados por humanos e como em toda atividade, estamos suscetíveis a errar (quase sempre de forma não intencional) no nosso dia a dia. A auditoria, com um olhar macro, sistêmico e detalhista, auxilia a empresa na percepção desses erros e aplicação de métodos para correção.

Além disso, muitos são os benefícios importantes que esse trabalho de auditoria externa proporciona para a empresa, como por exemplo:

  • Evitar multas de órgãos fiscalizadores do governo.
  • Verificar o recolhimento dos impostos (é essencial ter os recolhimentos sempre auditados).
  • Analisar se os cálculos estão de acordo com a legislação (falamos aqui de Leis, CF, Portarias, MPs e Acordos Coletivos de Trabalho).
  • Validar se a empresa não está pagando algo de forma desnecessária (como pagamento de alguma verba em duplicidade).
  • Reduzir o turnover com a demonstração da ética da empresa, onde os projetos de auditoria são divulgados internamente a todos os colaboradores.
  • Posicionar a empresa no mercado como uma empresa de credibilidade, com campanhas de marketing sobre o trabalho realizado.

Passo a passo para realizar um trabalho de auditoria externa:

1 – Alinhar as expectativas com o cliente

Este é o primeiro e mais importante passo do trabalho, onde é necessário apresentar ao cliente a forma como o trabalho é realizado, quais as entregas e como os benefícios serão percebidos pela diretoria da empresa, a fim de ser válido o investimento.

 

2 – Definir todos os itens que serão auditados (o que será feito)

Uma auditoria pode ser da mais simples à mais completa em termos de itens a serem validados. Por exemplo, o serviço de auditoria da Senior Noroeste Paulista valida cerca de 20 itens, conforme destacados abaixo:

    • Validar cálculo de folha de pagamento mensal
    • Validar cálculo de férias
    • Validar cálculo de rescisão
    • Validar incidência das verbas
    • Validar acordos ou convenções coletivas de trabalho
    • Validar modelos de contrato
    • Validar cálculo de provisões de férias
    • Validar cálculo de provisões de 13º salário
    • Validar recolhimento de INSS
    • Validar recolhimento de FGTS
    • Validar recolhimento de Imposto de Renda
    • Validar recolhimento de PIS Folha
    • Validar cálculos de 13º Salário
    • Validar cálculos de folha complementar
    • Validar sincronismo das informações dos funcionários com o eSocial
    • Validar Benefícios – Plano de Saúde / Odontológico
    • Validar Benefícios – Vales Alimentação e Refeição
    • Validar Benefícios – Vale Transporte
    • Validar jornadas de trabalho
    • Validar infrações de ponto
    • Validar Arquivo bancário

3 – Alinhar a forma de trabalho (como será feito)

Para cada item, a empresa de auditoria solicita inúmeros documentos que serão providenciados pelo cliente para análise. Cada relatório ou arquivo recebido tem que ser organizado para que a análise seja feita com excelência. Por exemplo, para analisar o recolhimento de INSS, é necessário solicitar ao cliente as seguintes informações:

    • Resumo da folha de pagamento por filial/CNPJ
    • Relação com os descontos de INSS e base por funcionário
    • Relatório de líquido da GPS apurado pelo sistema do cliente
    • Recibo de entrega da DCTFWeb
    • XML de Retorno do eSocial para o leiaute S-5011

4 – Execução

O mais importante ponto dessa fase é o foco no trabalho e a não dedução de informações. Para o analista ou consultor que faz essa auditoria, o trabalho tem que ser dedicado exclusivamente a esse cliente, pois a atenção nesse ponto é o diferencial que garante um trabalho sério e de qualidade.

Todas as informações precisam ser analisadas de forma clara, pois não é prudente trabalharmos com dados não reais e/ou incorretos.  Não se pode ter o “eu acho” neste tipo de trabalho.

Como resultado da execução, a empresa de auditoria precisa documentar os itens auditados, evidenciando que determinado cálculo ou recolhimento está correto (ou não). Para essa documentação não é obrigatório um formato específico, mas é extremamente importante que a informação esteja descrita com clareza.

 

O tempo do projeto pode variar conforme o tamanho da empresa, porém é importante alinhar essa expectativa no início, para que o projeto seja conduzido de uma forma coerente. Em média um projeto de auditoria para uma empresa com 1.000 funcionários, gira em torno de 6 meses.

Outro ponto muito importante, é que o sucesso desse trabalho depende do apoio do cliente, tanto no processo de envio das documentações solicitadas, quanto no processo de execução para esclarecimento de dúvidas. O engajamento da equipe do cliente é mais um fator muito relevante para o projeto.

Um ponto delicado para se ter em mente ao iniciar pesquisas para contratar um serviço de auditoria é a reputação da empresa que irá prestar esse serviço. Prezar por uma empresa séria, como a Senior Noroeste Paulista e que a todo momento reforça a confidencialidade das informações é a chave para a segurança de um resultado satisfatório.

O que achou? Sua empresa não costuma fazer esse tipo de trabalho de auditoria? Entre em contato conosco para saber mais.

 

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

Principais desafios da gestão e como minimizar os seus impactos


Entenda quais são os principais desafios para a gestão organizacional e veja como diminuir os seus impactos. 

As organizações passam por diversos desafios nas mais diferentes áreas, seja em relação à gestão dos colaboradores, relacionamento com os clientes, saúde financeira e muito mais.

No post de hoje vamos entender quais são os principais desafios para a gestão organizacional e como diminuir os seus impactos.

Gostou? Vamos lá, então!

Novos desafios para a gestão

Apesar da pandemia ter trazido diversos desafios para as empresas, para os gestores o maior desafio ainda é interno. O Portal Exame cita em uma pesquisa que o maior desafio para 55% dos respondentes é manter os colaboradores engajados e produtivos.

Já proteger a saúde financeira da organização é um desafio para 45% e flexibilizar e adaptar-se para adotar estratégias extremamente ágeis é uma adversidade também para 45%.

Outros desafios para a gestão

Além da gestão de pessoas (RH Digital), outros desafios tornaram-se mais evidentes em 2021. Separamos aqui mais dois impactantes para a gestão:

Fidelização dos clientes

Ter uma carteira de clientes bem gerida e criar estratégias e ações para fidelizá-la é muito importante.

E a tecnologia tem uma grande contribuição a oferecer: por exemplo, com o uso de um CRM eficiente, é possível administrar os serviços prestados, pagamentos e atendimento ao cliente com mais agilidade.

Redução de custos

Seja devido à pandemia, ou em qualquer contexto, a redução de custo é um grande objetivo a ser perseguido por muitos gestores, não é mesmo?!

Esse é um grande desafio para as empresas e, uma forma te atingir este objetivo é, por exemplo, por meio do monitoramento dos processos e custos relacionados, tais como:

  • matéria-prima;
  • estoque;
  • produção de produtos;
  • produtividade operacional;
  • gargalos de processos.

Dentre inúmeros outros pontos que por meio de uma análise junto a um especialista podem ser mapeadas.

Como um ERP pode ajudar a sua gestão?

Você sabia que a gestão de pequenas e médias empresas pode ser amplamente beneficiada com a implantação de um sistema ERP?

Certamente o uso desta tecnologia apoiará a gestão para uma tomada de decisão muito mais assertiva e ágil, impactando positivamente na sua administração de custos, recursos e consequentemente, seus resultados.

A Senior Noroeste Paulista oferece soluções customizadas para a necessidade dos negócios, auxiliando-os para uma gestão muito mais eficiente e potencializando os seus resultados, tanto no curto quanto no médio prazo.

Ficou curioso para conhecer um pouco mais sobre a Senior Noroeste Paulista? Fale agora mesmo  conosco.

Para continuar acompanhando nossas novidades, acesse nosso blog.

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

Software de gestão para pequenas empresas: o que é preciso saber para escolher o ideal para o seu negócio?


Entenda o que é um software de gestão e veja como uma pequena empresa pode potencializar os seus resultados com a sua adoção

Durante muitos anos, adotar recursos tecnológicos na rotina era algo exclusivo a grandes empresas. Porém, isso é coisa do passado. Cada vez a inovação está mais acessível para os pequenos negócios, incluindo aí o uso de softwares de gestão.

No post de hoje vamos entender o que é um software de gestão e como uma pequena empresa pode potencializar os seus resultados com a sua adoção.

Gostou? Vamos lá, então!

Afinal, o que é um software de gestão?

Um software de gestão é um programa que tem como objetivo organizar as atividades, rotinas e documentos de uma empresa.

Ele pode ser um sistema instalado na rede de computadores de uma organização ou pode ser utilizado de maneira online por meio de cadastro, login e senha.

Dentre as várias funções, esses recursos automatizam diversas tarefas manuais, otimizando o tempo e melhorando a produtividade dos setores de um negócio.

 

Software de gestão x ERP: são a mesma coisa?

É muito comum as pessoas utilizarem os dois termos como sinônimos. Realmente eles são bem parecidos.

O software de gestão, quando inclui diversos módulos e funcionalidades e serve para integrar os setores e processos da empresa, é chamado de ERP (Enterprise Resource Planning).

 

Principais benefícios de um software de gestão para um pequeno negócio

De acordo com o Sebrae, as principais vantagens do uso de um software de gestão são:

  • Padronização nos processos

O software de gestão promove a padronização de processos em um fluxo muito mais otimizado.

  • Visão gerencial

É possível ter uma visão geral da organização, dos seus fluxos de trabalho, realização, dentre outros.

Desta forma, também é mais fácil encontrar gargalos e possíveis falhas, além de promover uma tomada de decisão muito mais assertiva.

  • Redução de custos

Como os processos tornaram-se mais eficientes, isso gera uma menor necessidade de mão de obra, além de impactar positivamente na produtividade das atividades, diminuindo significativamente o retrabalho.

  • Gestão financeira mais eficiente

Um dos grandes gargalos de um pequeno negócio é a sua gestão financeira. A utilização de um software de gestão permite que esta função seja administrada de maneira muito mais simples.

 

Senior Noroeste Paulista oferece soluções customizadas para a necessidade dos pequenos negócios, inclusive software de gestão, inclusive software de gestão, tais como, ERP Gestão empresarial, CRM, HCM Gestão de Pessoas, mobilidade e muito mais.

Ficou curioso para conhecer um pouco mais sobre a Senior Noroeste Paulista? Fale agora mesmo  conosco.

Para continuar acompanhando nossas novidades, acesse nosso blog.

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

Software de folha de pagamento: o que uma pequena empresa precisa saber?


Entenda o que Folha de Pagamento e quais as informações são necessárias para uma gestão assertiva de uma pequena empresa

Numa pequena empresa que, muitas vezes, ainda não conta com setores tão bem definidos, fazer a gestão das admissões, férias e horas extras mensalmente e, ainda, enviar as informações para o eSocial, pode ser um grande desafio.

No post de hoje vamos entender o que é Folha de Pagamento e ver quais são as informações necessárias para uma gestão assertiva por parte de uma pequena empresa.

Gostou? Vamos lá, então!

Afinal, o que é Folha de Pagamento?

De acordo com o artigo 225 do Decreto 3048/1999, a empresa é obrigada a elaborar mensalmente a folha de pagamento da remuneração paga devida ou creditada a todos os segurados a seu serviço, devendo manter em cada estabelecimento uma via da respectiva folha e recibos de pagamento .

O que precisa ter na Folha de Pagamento?

Além disso, de acordo com o Guia Trabalhista, na folha de pagamento deverão estar discriminados:

  • O nome do segurado: empregado, trabalhador avulso, autônomo e equiparado, empresário e demais pessoas físicas sem vínculo empregatício.
  • Cargo, função ou serviços prestados.
  • Parcelas integrantes da remuneração.
  • Parcelas não integrantes da remuneração (diárias, ajuda de custo, dentre outros).
  • O nome das seguradas em gozo de salário-maternidade.
  • Os descontos legais.
  • Dentre outros.

Folha de pagamentos e encargos sociais

De acordo com o Sebrae, além dos aspectos burocráticos em relação à Folha de Pagamento, é necessário que a empresa faça uma gestão assertiva do seu fluxo de caixa.

Como assim? Para além dos gastos com INSS e FGTS discriminados no fluxo de caixa, a empresa tem outros encargos sobre a folha de pagamento, tais como 13º salário, férias, gastos com rescisões.

Para as empresas de pequeno porte, podemos considerar que esses encargos sobre a folha de pagamento representam, aproximadamente, 40% do valor da folha. Isso significa que, se todo mês o empresário reservar 40% da folha de pagamento, ele paga todos os encargos sociais.

Software de Folha de Pagamento: o que uma pequena empresa precisa saber?

Para trazer mais facilidade para as empresas, há vários processos relacionados com a folha de pagamento que podem ser automatizados. Por exemplo:

  • Gestão mais integrada;
  • Controle da jornada de trabalho;
  • Emissão de holerite via App (Digital);
  • Melhor acompanhamento do registro de ponto;
  • Dentre outros.

Em um software de folha de pagamento, todos os dados financeiros sobre os colaboradores ficam integrados em um único ambiente, trazendo muito mais rapidez para uma tomada de decisão.

Benefícios de adotar um software de Folha de Pagamento

Os principais benefícios em adotar um software de gestão de folha de pagamento para pequenas empresas são:

  • Maior segurança da informação;
  • Automação e integração das rotinas;
  • Interface intuitiva;
  • Integração contábil e financeira.

Você sabia que a Senior Noroeste Paulista oferece soluções nativas e preparadas para a necessidade dos pequenos e médios negócios, inclusive software de Folha de Pagamento, ERP, CRM, HCM, sistemas para supermercado e muito mais?

Ficou curioso para conhecer um pouco mais sobre a Senior Noroeste Paulista? Fale agora mesmo  conosco.

Para continuar acompanhando nossas novidades, acesse nosso blog.

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Autor: Manuella Carbonaro

 

Você sabe como um ERP pode ajudar uma pequena empresa?


Entenda o que é ERP para pequena empresa e quais são as vantagens para o negócio

Muitos pequenos negócios começam de maneira bem embrionária e informal. Porém, com o tempo, e com o crescimento da operação, começam a profissionalizar diversas áreas e muitos pensam em adotar um ERP para uma gestão mais integrada e mais eficiente.

No post de hoje vamos entender o que é ERP para pequena empresa e quais são as vantagens para o negócio.

Gostou? Vamos lá, então!

O que é ERP?

O Sebrae explica que, até o ano 2000, os softwares ERP tinham como principal funcionalidade a gestão de atividades internas, tais como:

  • Pagamentos;
  • Recebimentos;
  • Estoque;
  • Dentre outros.

Porém, nos últimos anos, esse sistema evoluiu muito e já é capaz de tratar questões de gestão com o consumidor e fornecedores, até mesmo integrando-se com canais de e-commerce, por exemplo.

A sigla ERP significa “Enterprise Resource Planning” e é um sistema de informação com diversos componentes integrados entre si, capazes de coletar, recuperar, processar, armazenar e distribuir informações específicas.

Além disso, essas informações são monitoradas em tempo real e podem ser realimentadas.

E quais são os benefícios de um ERP para uma pequena empresa?

No geral, as taxas de mortalidade das empresas nos dois primeiros anos são de 27% (fonte: Sebrae). E a razão para que isso ocorra são múltiplas, não podendo isolar apenas um único fator.

Porém, os especialistas pontuam que a falta de controle na gestão e administração do negócio têm grande peso neste resultado. Por isso, uma das ferramentas essenciais para se manter e crescer no mercado é a utilização de softwares de gestão empresarial, ou seja, os ERPs.

Principais benefícios do uso de ERP para pequenas empresas

Como vimos, o ERP funciona com módulos (áreas). E cada empresa, de acordo com sua necessidade, investe nos módulos mais importantes para uma maior assertividade do negócio. As principais áreas são: Finanças; Gestão de Compras; Gestão de Pedidos; Emissão de Nota Fiscal; Gestão de Estoques; e muito mais.

Além disso, em relação às atividades e processos, o ERP possibilita:

  • padronização da rotina;
  • organização de dados;
  • automatização de tarefas;
  • diminuição de erros;
  • centralização das informações;
  • facilidade na tomada de decisões;
  • redução de custos.

Você sabia que a Senior Noroeste Paulista oferece soluções customizadas para a necessidade dos pequenos e médios negócios, inclusive ERP, CRM, HCM, sistemas para supermercado e muito mais?

Ficou curioso para conhecer um pouco mais sobre a Senior Noroeste Paulista? Fale agora mesmo conosco.

Para continuar acompanhando nossas novidades, acesse nosso blog.

NOSSAS POSTAGENS