Gestão – Senior Noroeste Paulista

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Software de Gestão de Estoque: como escolher o melhor para a sua empresa!


Seja na indústria, seja nos mais variados tipos de empresa, um software de controle de estoque é capaz de proporcionar muito mais produtividade na rotina. Sem mencionar que otimiza diversos processos importantes e evita que erros passem despercebidos.
Tendo em vista que o estoque é uma parte fundamental de qualquer negócio, garantir uma gestão eficiente dessa parte da empresa é um passo importante para prevenir desperdícios e prejuízos. Isso vale tanto para quem trabalha com matéria-prima quanto para as organizações comerciais.
Por esse motivo, acertar na escolha do sistema adequado para o tipo de empresa faz toda a diferença. Pensando nisso, preparamos este conteúdo para destacar as principais vantagens de contar com um software de controle de estoque e ressaltar o que levar em consideração na hora de contratar esses serviços. Acompanhe para saber mais!

 

Quais as vantagens de utilizar software de controle de estoque?

É possível realizar a gestão de estoque das mais variadas maneiras. A manual, inclusive, pode ser utilizada. No entanto, não é a mais eficiente, tendo em vista que está mais suscetível a erros e pode ser mais lenta.
O uso de planilhas para organizar as entradas e saídas também é comum. Contudo, a depender do tamanho da empresa, pode ser necessário administrar diversos documentos para manter a gestão logística.
Por outro lado, com o uso de um sistema apropriado para esse tipo de tarefa dentro de uma empresa, é possível centralizar o trabalho em um só lugar e aprimorar a organização desses dados. Sem mencionar que possibilita alinhar o desenvolvimento da empresa com a transformação digital. Veja só as vantagens de optar por esse processo!

Automatização

Os sistemas de controle de estoque, independentemente do tipo, apresentam a função de automatização de algumas tarefas. Isso significa que podem ser programados para gerar atualizações por conta própria, sem a necessidade de digitação ou de intervenções manuais a todo momento.
Sistemas ainda mais inteligentes, que contam com ferramentas digitais mais avançadas, como é o caso da Inteligência Artificial e do Aprendizado de Máquina, podem trazer ainda mais praticidade para o negócio. Afinal, o nível de automatização de processos é mais alto, devido à identificação e ao aprendizado de padrões.

Redução de erros

Para entender melhor a função das máquinas na redução de erros, vale a pena pensar no processo de cálculo. É possível fazer contas manualmente, mesmo aquelas que contam com grandes dígitos e processos operacionais. No entanto, quanto mais etapas envolvidas, maiores são as chances de o indivíduo se perder ou cometer algum erro.
As máquinas são programadas justamente para evitar esse prejuízo. Desse modo, é possível realizar os processos, por mais que haja diversas etapas, com menos chances de erros.
No controle de estoque, a precisão e a acurácia são peças fundamentais para manter a organização. Por conta disso, é mais uma vantagem para o negócio utilizar de sistemas inteligentes como responsáveis por esse processo.

Diminuição de custos

Investir em um software de qualidade também vai proporcionar uma redução dos custos operacionais, principalmente a longo prazo. Para começar, é possível diminuir os erros e, consequentemente, os prejuízos que a empresa poderia sofrer com eles.
Além disso, ajudam a tornar a organização do estoque mais ágil. Com o ganho de tempo, é possível realizar mais tarefas e melhorar a qualidade dos serviços realizados, justamente devido à atenção colocada.

Padronização

Mais um fator que ajuda a diminuir a incidência de erros dentro da gestão de estoque é a padronização de processos. Os serviços de logística envolvem diferentes etapas que necessitam de uma grande organização para manter o controle.
A padronização das tarefas é uma estratégia utilizada para garantir que nenhum item se perca ou deixe de ser registrado. Com um sistema, é muito mais fácil repetir estruturas e atividades diversas vezes, sem fugir dos padrões estabelecidos.

Integração de setores

Como visto, quando a gestão do estoque utiliza um software otimizado, é possível concentrar todas as informações em um só lugar. Essa é uma vantagem que pode ser aproveitada por toda a empresa e não só pelos setores relacionados à logística.
Isso porque o sistema de controle de estoque pode ser incorporado aos demais softwares da empresa e garantir a gestão integrada de diferentes partes do negócio. A partir disso, é possível otimizar diversas operações internas.
Por exemplo, a equipe de vendas e de marketing pode ter acesso rápido e prático às informações sobre a disponibilidade de itens, previsão de entrega, datas de reposição, planejamento de rotas, entre outras. Desse modo, podem organizar as estratégias em torno desses dados e garantir uma boa rentabilidade para o negócio.
Ao mesmo tempo, a logística com o uso de softwares permite acompanhar a demanda e solicitar a reposição de estoque de forma ágil. Dessa maneira, os produtos e itens com maior procura não ficam em falta e a empresa mantém uma boa  produtividade nas vendas.

Acompanhamento constante

Percebeu uma característica observada em todas essas vantagens? Tudo isso só é garantido porque o software de controle de estoque permite o acompanhamento em tempo real de todas as atividades que estão acontecendo no segmento de logística.
Por se atualizar automaticamente e estar disponível no ambiente digital, o acompanhamento pode ser realizado de forma prática pelos gestores. Desse modo, as decisões necessárias podem ser tomadas rapidamente, de acordo com as demandas identificadas ao longo do monitoramento.

Prevenção de prejuízos

Um sistema de controle de estoque pode ser programado para organizar os lotes em ordem de vencimento e conforme as demandas do negócio. Com isso, é possível evitar um dos maiores problemas que uma empresa pode enfrentar: os prejuízos.
Essa é mais uma vantagem proporcionada pela possibilidade de monitoramento constante. Dessa forma, torna-se mais fácil identificar potenciais riscos ou problemas que causariam prejuízos. Por meio disso, é possível antecipar ações preventivas e manter a produtividade e a performance.

Decisões baseadas em dados

Softwares de controle de estoque também oferecem a possibilidade de gerar relatórios sobre o andamento do setor. Com esses dados em mãos, é possível apresentá-los em reuniões decisivas na empresa.
Com esse recurso, as decisões tomadas pelos gestores são baseadas em fontes confiáveis. Consequentemente, tendem a ser mais eficientes e a gerar menos riscos para o negócio. Vale destacar, inclusive, que essa segurança é crucial para a sobrevivência da empresa.
Sem mencionar que o próprio sistema é capaz de entregar estatísticas relevantes e indicadores de qualidade. Com isso, é possível reforçar ainda mais a confiança na hora de fazer escolhas para o negócio, desde as mais simples até as mais complexas.

Otimização de processos

Com todo esse trabalho sincronizado e organizado, os processos fluem com menos gargalos operacionais. Isso proporciona uma gestão de estoque mais otimizada, a ponto de aumentar a produtividade, o desempenho e a eficiência das atividades internas.
Essa é só mais uma maneira de perceber que os softwares para controle de estoque são um grande investimento para os negócios. Não é à toa que fazem parte de um plano de digitalização, inovação e modernização das empresas, tendo em vista os benefícios apresentados.

 

 

O que considerar ao escolher um software para a sua empresa?

Tendo em vista que o uso de um software de controle de estoque é tão vantajoso para uma empresa, é interessante também saber o que fazer para aproveitá-lo ao máximo e desfrutar de todos esses benefícios. Para isso, existem alguns pontos que devem ser levados em consideração.
A seguir, confira as principais características que você deve observar na hora de fazer a escolha de um software de controle de estoque para a sua empresa!

Tipos de estoque

Estoque sazonal, máximo, mínimo, cíclico: são várias as opções existentes e tudo vai depender dos principais objetivos da sua empresa para a armazenagem de produtos a serem vendidos. Desse modo, não é possível dizer qual desse tipo é o melhor, tendo em vista que isso varia de negócio para negócio.
No entanto, é importante saber qual é o seu modelo de estoque para escolher o software. Assim, é possível personalizar as funcionalidades e programar as funções de acordo com as principais características que o seu negócio vai precisar no sistema.
Por esse motivo, na hora de contratar os serviços para a construção do seu software de gestão de estoque, é fundamental levar essa informação. Assim, é possível garantir o design de um sistema apropriado para as necessidades da sua empresa.

Interface intuitiva

A interface é aquilo que você vê de um sistema. Por meio dela, é possível encontrar as funções e utilizá-las conforme a demanda. Por esse motivo, quanto mais intuitiva for, melhor será para garantir uma boa usabilidade.
Para escolher o software adequado para a sua empresa, é fundamental dar preferência pelos sistemas que são capazes de oferecer uma interface de fácil uso. Isso vai poupar tempo e trabalho para o treinamento dos colaboradores, além de reduzir as chances de erros e elevar o aproveitamento do programa.

Custo-benefício

É possível encontrar opções de sistemas nos mais variados valores. Cada um deles oferece um conjunto de funções, que podem ou não ser apropriadas para o que você busca no seu negócio.
É por isso que vale a pena realizar uma análise aprofundada do custo-benefício de cada uma das opções que estão sendo consideradas. Isso porque nem sempre o software mais caro é melhor, da mesma maneira que os planos com mais funcionalidades não são necessariamente os mais adequados para o seu negócio.
O software com melhor custo-benefício é aquele que oferece o que a sua empresa precisa para otimizar a gestão logística ao mesmo tempo em que não compromete o orçamento disponível. Afinal, esse deve ser um investimento e começar com prejuízos pode dificultar a conquista dos retornos no futuro.

Segurança dos dados

Um software de estoque lida com dados confidenciais da sua empresa e dos fornecedores. Por esse motivo, é fundamental prezar pelo máximo de segurança possível, a fim de que essas informações não vazem ou caiam nas mãos de invasores.
A segurança da informação é um processo crucial na programação de sistemas. Por esse motivo, verifique o nível de proteção oferecido pelo software e quais são os cuidados que devem ser tomados para preservar a confidencialidade dos dados.
Vale destacar que senhas de acesso e limitação de informações expostas são mecanismos que ajudam a proteger os dados sensíveis na rotina de trabalho. Junto a isso, o treinamento dos profissionais vai ajudar a evitar riscos e vulnerabilidades no sistema.
Outro fator indispensável para a segurança de dados é manter a manutenção dos softwares em dia. Por esse motivo, programe-se, tanto na rotina quanto nas finanças, para realizar as manutenções preventivas dentro dos prazos indicados pelos parceiros que construíram os sistemas.

Capacitação da equipe

Falando no treinamento dos colaboradores, a capacitação da equipe de profissionais é mais uma etapa importante para garantir o melhor uso possível do software de controle de estoque. Afinal, a atualização sobre as entradas e as saídas é indispensável para manter a organização logística.
Para garantir que o uso das funções do sistema está sendo produtivo, também é fundamental saber que os colaboradores compreenderam como funciona o software e as maneiras de aproveitá-lo ao máximo.
Por esse motivo, é importante organizar a capacitação da equipe na hora de aplicar o software na empresa. Além disso, treinar todos os colaboradores que entrarem após a instalação dos sistemas vai prevenir erros no futuro.
Se a empresa contratada para o desenvolvimento desses sistemas oferecer a capacitação, é ainda melhor. Assim, é possível ouvir, diretamente da fonte, as instruções adequadas para fazer um bom uso do software.

Suporte técnico

Outro ponto importante de observar nos serviços contratados é a cobertura de suporte técnico. Dúvidas podem surgir a qualquer momento e ter o apoio da empresa parceira para saber como solucioná-las faz toda a diferença.
Sem mencionar que o suporte técnico ajuda muito nos momentos de falhas no sistema ou algum erro inesperado. Inclusive, quanto mais rápida for a resposta da empresa contratada, melhor para evitar prejuízos ou resolver os problemas o quanto antes. Agora que você sabe o quanto um software de controle de estoque pode contribuir para a sua empresa, resta agora partir para a contratação. Como visto, existem alguns cuidados para acertar na escolha, mas ao observá-los com atenção, é possível selecionar a melhor opção de serviços para o seu negócio e fazer uso da tecnologia para conquistar melhores resultados.

Quer saber com quem contar para ter o seu próprio sistema de controle de estoque? Entre em contato conosco
e tire todas as suas dúvidas

 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Automação logística: o que é e como implementar no negócio?


Controlar a cadeia de suprimentos e a movimentação de mercadorias é um desafio de logística que pode ser resolvido com automação. Assim, as empresas passam a contar com tecnologias modernas para padronizar ações e agilizar processos.
Garantir isso é um desafio para as empresas atualmente e deve ser levado ainda mais a sério nos próximos anos. Não à toa, muitas corporações ampliaram o investimento em tecnologia na logística para elevar o diferencial competitivo. É o caso da Unilever, Netshoes, Amazon e muitas outras.
De todo modo, é natural que a automação logística ainda cause dúvidas. Por isso, preparamos este post para informar o que é, como funciona, principais benefícios e como implementá-la no seu negócio. Acompanhe!

 

O que é a automação logística?

Esse conceito consiste no emprego de processos automáticos, como tecnologias modernas, para cuidar da logística de um negócio. Por exemplo, o controle de saídas e entradas do estoque passa a ser efetuado por softwares, não mais pelos colaboradores.
Ou seja, na automação de logística a intervenção humana se torna a mínima ou inexistente, depende dos interesses e nível de investimento tecnológico de cada empresa. Assim, há ganhos como maior produtividade, satisfação do cliente, redução de custos e outros que tornam a adoção dessas ferramentas e sistemas valiosa.

 

Como funciona a automação logística?

Esse funcionamento pode ocorrer de diversas formas e em diferentes etapas. Por exemplo, na armazenagem, a automação tem a possibilidade de controlar entradas e saídas no estoque e até conferir os itens. Na fase de transporte, as tecnologias envolvidas na automação logística conseguem rastrear produtos, controlar rotas e muito mais.

 

Por que contar com a automação logística?

A automação logística eleva a vantagem competitiva das empresas e se alinha às necessidades atuais dos consumidores. Isto é, existe um senso de urgência crescente quanto ao prazo das entregas. Isso fica ainda mais nítido com a pesquisa Consumer View, em que 65% dos clientes consideram esse aspecto antes da compra.
Então, ao investir em tecnologias que automatizam os processos logísticos, o seu negócio agiliza a entrega e pode satisfazer o público. Afinal, a automação é útil para o controle e a organização do estoque, o que evita atrasos. Além disso, consequentemente, surgem outros benefícios.
É o caso da maior percepção quanto aos produtos disponíveis, à data de vencimento e os itens em falta ou com poucas unidades no estoque. Desse modo, é mais fácil tomar as providências para que a empresa não desperdice recursos.

 

Como implementar a automação logística?

Para investir na automação logística é preciso criar uma cultura de inovação empresarial e adaptar os colaboradores. Isso inclui escolher ferramentas ou sistemas de automação para iniciar esse processo, por exemplo.
Então, entendeu como implementar a automação logística e outras informações sobre o assunto? Como visto, ela traz diversos benefícios para as empresas que souberem colocar isso em prática. Nesse sentido, nós da Senior oferecemos soluções que transformam toda cadeia logística do seu negócio, como na armazenagem e movimentação de mercadorias.
Quer saber mais sobre a Senior e como ela pode ajudar a sua empresa com automação logística? Acesse nosso site e descubra!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

4 dicas para fazer a gestão de pagamentos de forma eficaz!


Manter um bom controle financeiro é fundamental para que qualquer negócio tenha sucesso a longo prazo. Isso permite que você conheça os fluxos de entrada e saída de recursos, contribuindo para melhorar o processo de tomada de decisão e a realização de investimentos. Nesse caso, aprimorar a gestão de pagamentos é o primeiro passo para organizar as finanças da empresa.
Esse tipo de cuidado é fundamental para identificar os gargalos do orçamento, além de reduzir os riscos de qualquer operação de investimento. Desse modo, você consegue tornar o negócio mais competitivo e rentável.
Se você quer saber como otimizar sua gestão de pagamentos, continue a leitura e confira nossas dicas!

 

O que é a gestão de pagamentos?

A gestão de pagamentos é todo o controle sobre as contas a pagar e a receber de uma corporação. Por meio desse recurso, os líderes conseguem identificar as despesas mensais, o orçamento mínimo viável e demais custos inerentes ao funcionamento da empresa.
Portanto, a gestão de pagamentos incorpora todas as despesas com funcionários, aluguel, estoques, marketing, logística e qualquer dispêndio necessário para a manutenção das atividades.
O objetivo desse levantamento de informações é verificar se houve lucro durante um determinado período e qual o montante que foi gerado. Tais dados contribuem para ajustar o planejamento da empresa e criar uma base de comparação para os meses subsequentes.

 

Qual é a importância da gestão de pagamentos?

Uma boa gestão de pagamentos pode proporcionar diversas vantagens para sua empresa. Conhecer cada uma delas vai ajudá-lo a entender como esse investimento é importante. Por isso, continue a leitura e veja quais são os principais benefícios de fazer uma boa gestão.

Ajuda a reduzir custos

Um bom gerenciamento de pagamentos vai auxiliar sua empresa a manter todas as informações em ordem.
Assim, evitam-se erros que podem gerar retrabalhos, esquecimento de faturas e prejuízos com multas e juros. Portanto, se os custos do seu negócio estão elevados, é uma boa alternativa implementar mudanças a fim de otimizar a gestão de pagamentos. Por meio de soluções e automatizações, fica mais fácil ter controle e reduzir despesas.

Diminui os riscos financeiros

Não ter uma boa gestão pode gerar riscos para a saúde financeira do negócio. Esse é um dos principais motivos de falência das empresas e, desse modo, merece atenção para que a sua tenha sustentabilidade e consiga se manter a longo prazo.
Portanto, adotar meios de melhorar a gestão de pagamentos e garantir diminuição de erros que aumentam os custos é fundamental. Por meio de boas práticas, você consegue deixar essa parte da companhia em ordem e, com isso, pode se preocupar em encontrar maneiras de aumentar a lucratividade.

Aumenta a eficiência

Ter eficiência na empresa é uma ótima forma de conseguir melhores resultados. Nesse sentido, é importante adotar soluções de gestão que facilitem o dia a dia dos colaboradores e, com isso, seja possível melhorar os resultados.
Dessa forma, ter um bom gerenciamento de pagamentos se torna necessário para aumentar a eficiência na empresa. Isso porque, por meio da implementação de soluções que melhoram essa gestão, todo o controle torna-se mais fácil e, com isso, seu negócio consegue se destacar no mercado.

 

Como realizar a gestão de pagamentos de modo eficaz?

Agora que você já sabe porque é importante fazer a gestão de pagamentos, que tal descobrir as principais dicas que podem ser úteis nessa etapa tão relevante? A seguir, descrevemos boas práticas que vão ajudá-lo a estruturar o seu gerenciamento. Vale a pena continuar lendo e conferir cada uma delas!

1. Tenha um planejamento

O primeiro passo para implementar uma gestão de pagamentos eficiente é entender o que sua empresa precisa. Nesse sentido, é necessário fazer um planejamento para manter as contas equilibradas, além de compreender como organizar os dados para não ter dificuldades na hora de quitar suas pendências.
Além disso, o planejamento vai auxiliar no entendimento de quais são as soluções que podem ajudar na hora de manter os compromissos da companhia em dia. Assim, você sabe o que é preciso fazer para melhorar sua gestão e garantir eficiência nessa etapa tão relevante.

2. Mapeie os pagamentos

Além de fazer o planejamento, é fundamental que você saiba quais são as contas que sua empresa tem. Para isso, é possível fazer um mapeamento e lançar no sistema os boletos que ainda estão em aberto. Além disso, informe as datas, os valores e todos os dados relevantes. Desse modo, você consegue compreender quanto deve, quais são os prazos que tem para realizar o pagamento e como fazer a gestão entre as contas a pagar e a receber.
Desse modo, consegue-se o capital de giro suficiente para manter as operações da empresa em dia e evita o pagamento de multas por atrasos. Além disso, é possível pensar em ações para aumentar a entrada de dinheiro e reduzir as saídas.

3. Utilize relatórios

Existem vários dados que vão ajudar a entender a situação financeira do negócio e melhorar a gestão de pagamentos. Porém, para ter acesso a eles, é preciso contar com relatórios otimizados e que forneçam informações úteis.
Por exemplo, há métricas que oferecem uma visão mais ampla das contas a pagar e, com isso, permitem que você encontre saídas para otimizar o gerenciamento delas. Assim, é importante ter acesso a elas.
Nesse sentido, o passo anterior, com o mapeamento de dados, pode ajudar. Além disso, contar com um software que organize o que você precise e ofereça a possibilidade de emitir relatórios também é importante.

4. Use a solução da Senior

A Senior é uma referência nacional em inovações para a gestão empresarial e também para a segurança de dados. Com mais de 15 anos no mercado, foi possível desenvolver softwares alinhados com as necessidades de seus clientes e que contribuem diretamente para o sucesso dos seus usuários.
Não por coincidência, a Senior não para de crescer. Com mais de 250 clientes satisfeitos, a Senior atua com inovações para o setor de Agronegócio, Indústrias, Usinas e demais segmentos.
Viu como a gestão de pagamentos é essencial para manter a saúde financeira do seu negócio? Ao contar com o suporte da tecnologia, você consegue realizar um acompanhamento em tempo real sobre as atuais condições do seu negócio. Desse modo, é possível otimizar o uso de seus recursos e tornar a empresa ainda mais lucrativa.
Quer desfrutar de todos esses benefícios? Então entre em contato conosco e descubra como as soluções da Senior podem contribuir para o sucesso do seu projeto!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Custos logísticos: descubra os 4 principais e otimize os resultados!


Os custos logísticos de uma empresa se referem às despesas relacionadas à aquisição de recursos, distribuição dos produtos e outros gastos que compõem a cadeia de produção, armazenamento, vendas e entregas de um negócio.
Desse modo, conhecer quais são eles é fundamental para tomar as melhores decisões estratégicas e utilizar os recursos financeiros da melhor maneira, possibilitando economizar em todos os processos.
Por esse motivo, nós listamos os principais custos logísticos. A seguir, descubra quais são e como otimizá-los.

Estoque e armazenamento

Estoque em excesso significa capital parado, depreciação, equipe de estocagem além do necessário e, como consequência, custos que podem ser evitados. Por sua vez, quando há estoque abaixo da demanda, a empresa deixa de vender, perde prazos e, assim, pode perder clientes.
Uma excelente solução para encontrar o equilíbrio e evitar que o estoque e armazenamento se tornem um gargalo é utilizar um software que permita a integração com outras áreas da empresa, como com o setor de vendas e o de compras, por exemplo.

Transporte

Os gastos com transporte são um dos custos logísticos mais expressivos de um negócio, principalmente para aqueles que utilizam frota própria. As despesas envolvem:

  • combustível;
  • seguros;
  • manutenção da frota;
  • pedágios;
  • aquisição de veículos;
  • contratação de motoristas.

Os gastos variam conforme o tipo de veículos utilizados, distância, modal, preenchimento (se é carga completa ou fracionada), frequência de envio, entre outros fatores. Uma ótima maneira de reduzir esse tipo de custos é fazer um bom planejamento de rotas.

Embalagem

Os custos com embalagens também impactam o orçamento, sobretudo as de produtos frágeis e delicados. Isso porque um dos principais objetivos da logísticas é garantir que as mercadorias cheguem intactas ao destinatário.
Para reduzir os custos nessa área, é importante optar por embalagens de boa qualidade, evitando avarias nos produtos. Outra maneira é adotar boas práticas de empacotamento, como o envio de mercadorias desmontadas sempre que possível.

Recursos humanos

As despesas com mão-de-obra também fazem uma grande diferença no planejamento financeiro. Além de considerar o tamanho da equipe e suas folhas de pagamento, também é imprescindível analisar bem outros custos, como afastamentos e faltas.
Para otimizar esses gastos, é preciso ter uma equipe bem treinada. Isso porque funcionários bem capacitados apresentam um desempenho melhor. Também é importante uma boa cultura organizacional para mantê-los motivados e comprometidos com suas tarefas.

Para entender bem seus custos logísticos e saber onde há gargalos a fim de eliminá-los, o ideal é contar com um bom software específico para o setor de logística. Por meio dele, é possível visualizar todas as despesas e além disso, o gestor consegue acompanhar todo o fluxo logístico, desde o recebimento até a expedição.
Com isso, é possível tomar as melhores decisões para aumentar a produtividade da empresa, que resultará em resultados financeiros positivos.
Portanto, não deixe de conhecer bem quais são os custos logísticos da sua empresa e analise com bastante atenção cada um deles. Desse modo, você identificará possíveis gargalos e saberá como evitá-los, impulsionando os resultados.
Quer saber mais sobre o assunto? Então, aproveite a visita no blog e entenda o que é a logística 4.0 e quais os benefícios desse modelo!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Entenda o que é o People Analytics e suas vantagens!


Em um mercado tão competitivo, é essencial que as empresas criem estratégias para manter os resultados favoráveis ao seu desenvolvimento. Nesse sentido, o People Analytics é um excelente método que faz uso de estatística, análise de dados, inteligência artificial e expertise na tomada de decisão, tornando-as mais eficazes e objetivas.
Pensando nisso, elaboramos este artigo para explicar melhor o conceito dessa tática, sua importância para o contexto do departamento de Recursos Humanos e seus modos de aplicação. Continue por aqui e confira!

 

O que é People Analytics?

People Analytics é uma técnica de análise de dados com foco em gestão de pessoas. O seu trabalho é coletar, organizar e cruzar informações que permite ao setor de RH vislumbrar tendências e melhorar a sua gestão estrategicamente.
Esse método é eficaz, pois assegura uma investigação mais profunda a respeito das pessoas que fazem parte da organização — capital humano —, interferindo positivamente em aspectos relacionados ao departamento, como diminuição da retenção, queda de produtividade e turnover em contratações recentes, entre outros.
E, embora a empresa não seja obrigada a se valer da inteligência artificial nesse processo, as ferramentas tecnológicas podem facilitar todo o processo, ao auxiliar na realização de uma análise de dados mais simples, intuitiva e automatizada.

 

Quais as vantagens do People Analytics para a gestão de RH?

Como podemos perceber, o People Analytics pode ajudar a organização a ampliar a sua perspectiva em relação aos colaboradores, ajudando na gestão de pessoas ao reduzir problemas como turnover e queda de produtividade. A seguir, falaremos outras vantagens dessa técnica. Veja:

Melhoria na gestão de pessoas

Esse método possibilita identificar pontos em comum nos profissionais de melhor performance, por exemplo, ajudando na melhoria do desempenho e produtividade da equipe. Além disso, pode ser utilizado junto às pesquisas que aferem o clima da empresa, o que auxiliará na análise sobre a percepção dos funcionários a respeito do ambiente organizacional.
A partir dessas informações, ficará mais fácil desenvolver estratégias que afetem a motivação e o engajamento das pessoas.

Auxílio na retenção de talentos

Quando a empresa tem um conhecimento aprofundado a respeito dos colaboradores, a possibilidade de retê-los é maior. Assim, a análise de dados trazem informações importantes sobre as principais razões dos desligamentos, algo crucial para a criação de políticas que visem evitá-los.

Otimização nos processos de recrutamento e seleção

O People Analytics é muito importante para a organização verificar, em seu time, as melhores habilidades.
Dessa forma, é viável desenvolver o perfil de um candidato ideal para determinada vaga, tornando os processos seletivos mais rápidos e eficazes, direcionados para os objetivos da organização.

 

Como aplicar o People Analytics?

Agora que sabemos as vantagens o People Analytics, devemos entender como poderemos aplicá-lo na rotina corporativa. E para que ele traga bons resultados, a primeira coisa que uma empresa deve fazer é traçar um objetivo, já que o People Analytics é uma ferramenta que auxilia na solução de questões, apresentando o panorama de uma determinada situação.

Após essa etapa, é necessário realizar a coleta de dados, que podem ser obtidos por meio de:

  • Pesquisas de clima;
  • Mapeamento de perfil comportamental;
  • Sistemas de gestão;
  • Avaliações de desempenho;
  • Currículos de candidatos.

Nesse momento, é essencial coletar apenas as informações mais importantes, ou seja, aquelas que responderão aos seus questionamentos, baseados nos objetivos pré-definidos. Depois, estabeleça métricas e indicadores que ajudarão os especialistas a direcionar sua avaliação. Em seguida, já ficará mais fácil cruzar os dados, correlacionando-os e verificando quais influências existem entre as variáveis.

Após todas essas etapas, a empresa será capaz de identificar os padrões, como os perfis de comportamento que melhor se adaptam aos cargos de liderança, ou de que maneira certa habilidade interfere positivamente no desempenho de algum colaborador.

O People Analytics se configura uma ótima ferramenta no processo de gestão de pessoas, uma vez que traz mais embasamento para a tomada de decisões e otimizam as tarefas no setor de Recursos Humanos, sendo essencial a qualquer negócio que deseje se destacar em um mercado cada vez mais concorrido.

Gostou do nosso artigo? Então, continue por aqui e saiba como a automatização de processos beneficiam as empresas!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Mundo vuca: o que é e como impacta um ambiente corporativo!


O mundo vuca é um daqueles conhecimentos que talvez você nunca tenha ouvido falar, mas que é essencial para a produtividade e a performance empresarial.

Em um mundo volátil e carregado de incertezas, como o que vemos hoje, cada vez mais é necessário aprimorar o olhar gerencial e evoluir estratégias de negócios.

Neste post, você entenderá melhor o conceito e os seus impactos em um ambiente de trabalho. Além disso, saberá o porquê dele ser tão importante para os gestores. Confira!

 

O que é o mundo VUCA?

VUCA é uma sigla formada pelas palavras Volatility (Volatilidade), Uncertainty (Incerteza), Complexity (Complexidade) e Ambiguity (Ambiguidade).

 

Quando nasceu o conceito de mundo vuca?

O termo surgiu após a Guerra Fria, na década de 90, com o cenário mundial de incerteza. Nesse momento, o mundo viveu situações inesperadas e repentinas que impactaram em organizações e sociedades inteiras.

O conceito nasceu para explicar o contexto pós-guerra na visão do U.S. Army War College, instituição militar norte-americana e a abordagem militar invariavelmente acaba impactando o universo de negócios.

De certa forma, o cenário representou uma experiência de aprendizagem por conta da necessidade de adaptação rápida aos desafios que surgiam e dificultavam a sobrevivência das organizações. Nesse ponto, para subsistir, algumas práticas foram adotadas inconscientemente como:

  • ter uma conduta mais proativa;
  • aplicar respostas mais rápidas;
  • exercitar a resiliência;
  • ser mais flexível; dentre outras.

 

Quais os principais pilares da ideia de mundo vuca?

Todo o contexto que foi vivido nessa época é muito similar ao que vivemos hoje. Por conta disso, muitos acreditam que estamos vivendo em um cenário de mundo vuca.

Entenda agora, palavra por palavra, como esse conceito se formou e a importante construção de raciocínio para os gestores a partir dessas quatro palavras:

Volatility (Volatilidade)

A volatilidade está ligada principalmente às mudanças ocorridas naquele momento, exatamente como ocorre atualmente por conta da tecnologia e inovação.

Em alguns casos, as mudanças são esperadas, em outros não. Nesse ponto, o gestor precisa estar preparado para lidar com imprevistos e aplicar respostas mais ágeis.

Um exemplo interessante de volatilidade no cenário atual refere-se às transformações ocorridas no comportamento do consumidor. Por estar muito mais digital, é totalmente ineficaz considerar a conduta de pessoas que visitavam lojas pessoalmente.

Uncertainty (Incerteza)

Refere-se a imprevisibilidade de resultados e impactos. Todo gestor sabe que esse é um dos problemas mais difíceis de se lidar. As dúvidas prejudicam planejamentos estratégicos e dificultam decisões.

Identificar tendências é uma saída inteligente para diminuir as incertezas, entretanto, cabe principalmente ao gestor, estar preparado para desafios repentinos e necessidades de ajustes em programas inteiros.

Veremos à frente, que essa incerteza impacta em planejamentos de longo prazo, já que é muito mais complexo prever o que ocorrerá após 2 anos ou mais por conta de toda imprevisibilidade de acontecimentos no planeta.

Complexity (Complexidade)

A complexidade refere-se ao conjunto de variáveis a se analisar e a necessidade de integração entre elas. Além do desafio da velocidade da transformação, o gestor precisa enfrentar a dificuldade da decisão.

Situações simples logicamente são mais viáveis para se lidar, no entanto, a maioria dos casos empresariais impõe desafios complexos aos gestores de negócios.

Esse exercício também é fundamental para aprimorar a visão gerencial. Com tanta tecnologia e inovação surgindo a partir da transformação digital, o gestor precisa desenvolver diversas habilidades e aplicá-las de forma precisa e integrada.

Ambiguity (Ambiguidade)

Já a ambiguidade refere-se a um fenômeno que envolve diversas variáveis, inclusive as três anteriores: volatilidade, incerteza e complexidade. Nesse ambiente, podemos encontrar interpretações diversas sobre a realidade e melhores práticas de adoção.

Ou seja, é um fator que reflete principalmente a dificuldade de interpretação e compreensão do mundo. Se há um grande número de variáveis por um lado, por outro, não se sabe se as práticas podem gerar efeitos positivos, já que tudo pode ser completamente novo.

Por isso, a atenção diante dos desafios deve ser redobrada para identificar o status real de um problema e viabilizar as melhores práticas de resposta para o negócio.

 

Por que esse conceito é fundamental para gestores?

É impossível que um gestor atual não acumule esses conhecimentos. Por conta de toda a incerteza que a guerra fria gerou naquela época e que a transformação digital gera hoje em dia, é preciso estar em constante reformulação para vencer os desafios. Veja agora aplicações totalmente interligadas com o conceito de mundo vuca.

Aplicação de metodologias ágeis

A necessidade de respostas rápidas impulsionou os negócios a criarem métodos de aceleração de processos como as metodologias ágeis. Algumas das mais conhecidas são:

  • Lean;
  • Kanban;
  • Scrum;
  • Safe;
  • Smart.

Essas metodologias estão cada vez mais presentes no cenário de transformação digital que vivemos atualmente. É preciso não só estar pronto para mudar, mas mudar o mais rápido possível para não perder novas oportunidades.

Até duas ou três décadas atrás, passávamos por transformações que duravam até anos. Hoje, é possível que um país ou mesmo um mundo inteiro se transforme em poucos dias por conta de tecnologia e inovação.

Visão voltada à identificação de oportunidades

Se antes, o cenário estável fazia com que gestores fossem mais “condutores” e “controladores”, hoje é preciso estar mais antenado às mudanças. Muitas vezes, por conta de uma nova tecnologia, surge rapidamente um novo nicho com ótimas oportunidades.

Se o cenário de volatilidade de um mundo vuca pode trazer sérias dificuldades a algumas organizações, outras ganham oportunidades mais claras de evolução e aumento de oportunidades.

Ainda dentro desse raciocínio, o gestor amplia o seu senso de atenção quando considera o conhecimento das bases do mundo vuca por conta do cenário de incerteza.

Necessidade de gestão orientada a dados

No mundo vuca, vivemos os impactos da guerra fria nos negócios. Hoje vivemos os resultados da crescente implementação da transformação digital no mundo.

Com o uso massivo de smartphones, o acesso global à internet e, recentemente, os impactos da pandemia de COVID-19, o usuário está muito mais conectado e gerando uma quantidade absurda de dados. Cabe ao gestor muito mais:

  • acompanhar tendências;
  • basear decisões em estatísticas e relatórios descritivos;
  • aplicar análises preditivas para orientar ações futuras; dentre outras práticas.

O diferencial competitivo está em saber lidar com esses dados que estão em altíssima escala e complexidade, com alta volatilidade, dentre outras características muito próximas ao conceito de mundo vuca.

Aumento de resiliência

Outra característica essencial para o gestor é aprender a ser resiliente, o que tem muito a ver com a capacidade de resistir a mudanças, se adaptar à realidade e superar situações adversas.

Muitas vezes, mesmo com planejamentos bem feitos e gestão responsável, é possível que o líder enfrente consequências por conta de efeitos externos. Nesse ponto, é fundamental absorver rapidamente a adversidade e encontrar saídas para continuar com o negócio.

Por conta das características de resistência, a resiliência é uma das principais recomendações para vencer cenários de volatilidade, como no caso do mundo vuca.

Diminuição de riscos

Em um cenário de incertezas, o gestor deve evitar muito mais as atitudes arriscadas. Não se sabe o impacto e as consequências que determinadas decisões podem retornar aos negócios.

Nesse ponto, algumas práticas precisam ser bem melhor analisadas e aplicadas somente com um alto nível de certeza sobre os resultados esperados.

Por outro lado, é importante que gestores tenham certa dose de coragem para vencer o contexto de ambiguidade do mundo vuca, caso contrário, é possível entrar em estagnação.

Analisar mais profundamente as decisões e repensar linhas de raciocínio não significa necessariamente deixar de agir, mas identificar as ações mais sábias.

 

Como a ideia do mundo VUCA impacta um ambiente de trabalho?

Vimos principalmente após a pandemia de COVID-19 mudanças profundas em ambientes de trabalho. Muitos profissionais migraram para a modalidade online e permanecem até hoje assim.

Apesar da aparente sensação de controle, ainda não há a plena certeza que teremos novos picos, ou ainda, que surja algum outro vírus potencialmente igual ou superior.

Muitas empresas quebraram nesse cenário, outras migraram suas estratégias para plataformas digitais e de uma forma geral, entenderam que não podem ter suas estratégias “engessadas”. Veja agora alguns dos principais pontos de atenção:

Planejamento mais flexível

O negócio precisa estar, principalmente, mais preparado para mudanças. Isso não significa necessariamente não ter mais planejamentos, mas aumentar a flexibilidade deste instrumento.

Nesse ponto, construir o raciocínio em cima do conceito de mundo vuca ajuda o negócio a ser mais versátil e flexível para conseguir respostas mais rápidas às mudanças.

Ainda sobre planejamentos, em um cenário similar ao mundo vuca, o longo prazo perde alguma força, mesmo que não deva ser ignorado. Mas por conta das mudanças rápidas, o ideal é trabalhar a curto e médio prazos para explorar ações mais simples e eficazes.

A flexibilidade em planejamentos estratégicos é especialmente útil para vencer as dificuldades impostas pelo cenário de incerteza do conceito de mundo vuca.

Conhecimento compartilhado

O aumento da complexidade e da quantidade de desafios impõe às empresas um senso de colaboração para vencer as dificuldades. Nesse ponto, é fundamental estimular a troca de conhecimento entre os colaboradores.

Essa troca aprimora a capacitação como um todo e estimula o senso de grupo. Com os imprevistos constantes, é provável que um colaborador não esteja preparado para responder corretamente se não tiver uma base mais ampla do serviço.

Por isso, vemos muitos funcionários com múltiplas competências e cargos que exigem conhecimento multidisciplinar para lidar com mais inteligência com as situações de trabalho.

A multidisciplinaridade é uma das práticas voltadas para superar os desafios de complexidade do mundo vuca, que vemos de forma análoga por conta da transformação digital ocorrida nos últimos anos.

Velocidade de transformação

De um dia para o outro, temos inovações transformadoras e sempre vence  quem consegue lidar melhor e mais rápido com essa situação. O mundo vuca ensina que as empresas devem estar cada vez mais prontas para esse cenário de mudanças.

Nesse universo, é preciso ser mais ágil em raciocínio e em decisões. Se preciso for, o negócio deve até se reinventar, caso contrário, pode rapidamente fechar as portas.

RH estratégico

Um setor muito impactado por um processo de transformação baseado nos conceitos do mundo vuca é o RH, afinal, as pessoas são sempre as primeiras a sofrer grandes transformações.

O acompanhamento mais próximo dos colaboradores e a necessidade de conexão com outros setores faz com que o setor de recursos humanos seja mais atuante no universo corporativo.

Mudança de cultura

Também é importante mudar profundamente a cultura empresarial para uma conduta mais proativa e menos reativa. Aspectos como o orçamento devem ser mais prudentes, por conta da volatilidade.

Também é necessário saber lidar com a mudança e criar um sentido de adaptação rápida. Falar em estabilidade em um cenário de mundo vuca é um tanto difícil, entretanto, com uma cultura baseada nesses pilares, é possível vislumbrar crescimento de forma sustentável.

Impacto político

A mudança pode vir de diversas formas como apareceu no caso da pandemia. Mas a troca de um governo, por exemplo, também pode impactar profundamente no ambiente corporativo.

Especialmente no momento de polarização em que vive o país, podemos ter desdobramentos muito profundos por conta de uma eventual mudança de governo. Por isso, cabe ao gestor, estar pronto, independente do vencedor de uma eleição.

Se determinado pensamento pode ter características mais voltadas para o empreendedorismo, outro pode exigir mais situações de benefícios trabalhistas e acabar impactando em orçamentos empresariais.

Ainda que a empresa considere benéfico a eleição de candidato A ou B, é preciso considerar o raciocínio de mundo vuca para vencer a volatilidade e a incerteza do momento de mudança.

 

Por que a Senior Noroeste é o melhor caminho para otimizar sua gestão?

A SeniorNoroeste é especialista em perfomance corporativa. Por meio de uma solução digital inteligente e integrável aos sistemas empresariais, a organização amplia a visão estratégica de gestores. Dentre os principais benefícios, destacamos:

  • eliminação de processos ineficientes;
  • aumento de transparência;
  • redução de custos operacionais; e
  • aumento de produtividade com BPM, BOT, GED e BI.

Percebeu a importância da compreensão do mundo vuca para os negócios? Neste post, você aprendeu o conceito e os impactos dessa teoria em ambientes corporativos. Além disso, conheceu o trabalho da SeniorNoroeste em gestão empresarial.

Aplique os conhecimentos de mundo vuca com a performance corporativa da Senior!

 

 

 

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

4 dicas para implementar a gestão da inovação na sua empresa!


Hoje, em um mercado cada vez mais competitivo, é crucial que as empresas criem estratégias para se destacarem. Nesse sentido, a gestão da inovação surge como uma tática interessante, já que é focada na melhoria contínua dos processos e voltada para a conquista dos objetivos da organização.
Pensando nisso, criamos este artigo que mostrará a você o conceito de gestão da inovação, a sua importância no ambiente corporativo e como utilizá-la na prática. Veja a seguir!

 

O que é gestão da inovação?

Geralmente quando citamos a inovação dentro do contexto organizacional, é comum as pessoas a relacionarem com algo inédito e revolucionário. Isso acontece porque o conceito de inovação pode ser confundido com o de invenção. Nesse contexto, enquanto invenção refere-se à descoberta de algo novo, jamais visto, a inovação vai além e diz respeito à busca pela geração de valor e atendimento de uma necessidade real. Ou seja, mais que uma novidade, deve ter aplicação prática.
Assim, quando falamos em gestão da inovação, estamos nos referindo ao desenvolvimento, organização, implantação e gerenciamento de processos e insights inovadores. Esse conceito deve envolver e estimular o desenvolvimento de todas as áreas da empresa.

 

Qual a importância da gestão da inovação para as empresas?

A implementação da gestão da inovação traz diversos benefícios para o âmbito empresarial, trazendo vantagem competitiva e trabalhando na retenção de bons colaboradores. Abaixo, citamos outras vantagens. Veja:

  • Valorização da marca: a inovação funciona como um critério de valorização das marcas, uma vez que comunica ao mercado que se interessa em apresentar novos produtos, serviços, processos e modelos de negócio;
  • Vantagem competitiva: os diferenciais trazidos pela gestão da inovação nos produtos e serviços de um determinado negócio gera vantagem competitiva, além de oferecer uma experiência positiva aos clientes;
  • Atração e retenção de talentos: a atração e retenção de talentos acontece pelo interesse do colaborador de participar de processos inovadores que ofereçam maior importância ao seu trabalho.

Como implementar a gestão da inovação nas empresas?

Agora que você já sabe do conceito e importância da gestão da inovação no âmbito empresarial, ofereceremos algumas dicas para que seu negócio a implemente de modo eficaz. Confira!

Desenvolva uma cultura de inovação

Para que a gestão da inovação garanta resultados, é preciso inseri-la na estrutura organizacional. Ou seja, todos os envolvidos precisam estar abertos a novas ideias e novos talentos. Além disso, é preciso que a empresa esteja preparada para encarar os riscos, inerentes às tomada de decisão.
Dessa forma, o desenvolvimento de uma cultura voltada para inovação é fundamental. E isso passa pela realização de reuniões e treinamentos periódicos a respeito do tema, além do engajamento dos gestores no processo de incentivo a sua valorização.

Torne a inovação parte da estratégia empresarial

Ações inovadoras devem fazer parte do planejamento estratégico da sua empresa. Isso porque, as decisões de todos os departamentos devem estar voltados para essa ação, que, por sua vez, estará alinhada aos seus objetivos.
Desse modo, todos os recursos — humanos, materiais, financeiros e tecnológicos — ficam integrados e focados na gestão da inovação.

Desenvolva ideias criativas

Processos inovadores são fruto da capacidade criativa das pessoas. No entanto, para que as ideias novas possam surgir e serem expressas, é imprescindível que o ambiente esteja propício a isso e estimule os colaboradores a se arriscarem em projetos com potencial inovador.
Uma vez que um funcionário vê suas ideias serem concretizadas, passam a se envolver mais nos processos de trabalho, ficando mais motivados e produtivos.

Compreenda os aspectos legais

Um ponto importante para quem deseja implementar a gestão da inovação na empresa é se informar dos seus direitos e deveres, que são previstos em lei. Se possível, conte com assessoria jurídica que oriente e traga novidades sobre os aspectos que envolvam registro de propriedade intelectual e industrial, marcas e patentes, por exemplo.
É importante mencionar que para que estratégias inovadoras darem realmente certo, é preciso que o seu negócio aja em conformidade legal, assim, todos os benefícios podem ser bem aproveitados. A inovação é muito importante dentro de uma realidade de mercado extremamente competitiva. Além disso, ela é capaz de motivar e engajar todos os que fazem parte do organismo empresarial, impactando positivamente os processos de trabalho.

Gostou do nosso artigo? Então continue por aqui e entenda a importância de contar com um software que acompanhe as mudanças na legislação!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Quais os benefícios de um software de logística para uma empresa?


Para que sua empresa se mantenha competitiva, consiga conquistar novos clientes e manter os atuais, é importante otimizar a estrutura interna do negócio. Existem diversas maneiras de deixar a corporação ainda mais eficiente, entre elas, o uso de um bom software de logística promete trazer praticidade na gestão de fluxos.

Ao aliar a tecnologia com um bom trabalho, grandes melhorias podem ser realizadas nas suas entregas e prazos e isso impacta positivamente na satisfação dos clientes. Se você quer entender como um bom software pode contribuir para essa evolução, continue a leitura e confira nosso post!

 

O que é um software de logística?

Um software focado em otimizar a capacidade logística de uma empresa é capaz de oferecer controle total em todas as etapas do processo logístico, desta a entrada de matéria-prima para a produção até o envio de produtos acabados para o consumidor.

Por meio de um sistema integrado e alimentado constantemente pela equipe, é possível dimensionar os estoques, ter ideia da necessidade de compra e ainda entender quais as principais tendências de demanda do público para incorporar em seu planejamento estratégico.

 

Quais são os benefícios de usar o software de logística?

Contar com um software de logística pode trazer diversos ganhos para sua organização como mais eficiência e uma empresa mais produtiva. Entre eles, elencamos alguns pontos que ajudarão o seu negócio a crescer com esse investimento. 

Otimização de processos

Por meio do uso da tecnologia disponível nesse tipo de recurso é possível automatizar diversos processos. Assim, o que antes era realizado de forma manual, com o software se torna automático e rápido.

Com isso, os responsáveis por esse setor tão importante tem mais tempo para pensar em estratégias para melhorar os resultados do negócio. Portanto, se você está procurando por um modo de otimizar os processos da sua empresa, investir em um software de logística é uma boa saída.

Redução de custos

O setor logístico pode apresentar diversos gargalos que aumentam os gastos e tornam a estrutura da empresa muito custosa. Assim, é essencial investir em recursos que ajudem a identificar potenciais problemas e a encontrar soluções que diminuam as despesas da empresa.

Nesse sentido, um software de logística é uma excelente ferramenta. Por meio dele é viável ter uma visão mais clara dos processos dessa área e, desse modo, consegue-se identificar processos nos quais seja possível reduzir custos sem diminuir a qualidade dos serviços oferecidos.

Além, é claro, a possibilidade de redução de mão de obra de forma que não comprometa o ritmo do trabalho e a qualidade das entregas.

Diminuição de erros

Quando contamos com a ajuda da tecnologia, diminuímos expressivamente – ou até mitigamos – a ocorrência de falhas e erros na execução de tarefas, já que um procedimento realizado de forma manual tem mais chances de conter algum erro, como por exemplo, é possível que em alguns lançamentos ocorram falhas devido ao cansaço ou falta de atenção.

No setor logístico, ocorrências como essas que citamos podem representar grandes perdas para a empresa. Desse modo, ter soluções que as reduzam é fundamental. Portanto, vale investir em um sistema para esse fim.

 

Como escolher um software de logística?

Escolher um bom software pode fazer toda a diferença na logística de sua empresa. Nesse sentido, é importante verificar as necessidades do negócio na hora de selecionar a opção mais adequada. Além disso, é relevante que o sistema atenda as demandas do setor que você trabalha e ofereça um suporte de qualidade para que, em caso de algum problema, consiga resolver de forma ágil e otimizada.

Viu como um software de logística é importante para tornar seu negócio ainda mais lucrativo? Ao contar com um sistema como o da Senior, você consegue fazer o acompanhamento e controle de processos via web, além de contar com ferramentas desenvolvidas exclusivamente para otimizar essa área da sua empresa.

Quer implementar essas mudanças na sua corporação? Então entre em contato conosco e confira quais soluções da Senior estão mais alinhadas com as necessidades do seu negócio!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Por que usar sistemas de RH na empresa? Confira algumas aplicações!


No dia a dia de uma empresa, quanto mais otimizadas forem as rotinas, mais produtividade e eficiência interna são garantidas. Nesse contexto, utilizar sistemas no setor de RH pode fazer toda a diferença.

Isso porque um software direcionado para os serviços de Recursos Humanos é capaz de cumprir diversas funções de forma automática e rápida. Consequentemente, a organização tem retornos muito positivos.

Quer saber em quais tipos de processos vale a pena utilizar sistemas de RH? A seguir, confira uma lista com as principais rotinas do setor de Recursos Humanos que podem ser otimizadas!

 

Recrutamento e Seleção

O processo de analisar o perfil dos candidatos, enviar o convite para participar das próximas etapas do processo seletivo, planejar as atividades a serem realizadas nessas fases e selecionar os profissionais que mais se destacaram demanda tempo, energia e custos para o setor de RH.

No entanto, com o uso de um software apropriado, é possível ter mais economia em várias dessas tarefas. Para começar, um sistema pode realizar as tarefas de seleção dos currículos que atendem aos requisitos definidos pela empresa para determinadas vagas.

Ao mesmo tempo, é possível programar o software para enviar e-mails, comunicados e lembretes aos participantes do processo seletivo com relação à aprovação ou não para as próximas fases, recepcionar documentos no caso da contratação finalizada, submetê-los à aprovação dos gestores da área contratante e muitos outros processos. 

O planejamento também pode ser ainda mais eficiente e organizado ao utilizar um sistema adequado para esse tipo de demanda. Basta realizar os comandos apropriados para as estratégias de recrutamento e seleção criadas na empresa.

Gestão de pagamentos

Outra tarefa que envolve bastante atenção e tempo dos profissionais de RH é o pagamento dos colaboradores. Além disso, por questões legais e financeiras, é preciso ter muito cuidado para evitar erros e falhas nessa tarefa.

A boa notícia é que um sistema de Recursos Humanos consegue realizar esse tipo de atividade com mais precisão, pontualidade e eficiência. Desse modo, uma tarefa massante e demorada torna-se somente uma conferência mais detalhada, bastando alguns cliques para que todo o processo seja realizado de forma segura e apropriada.

 

Geração de relatórios de assiduidade e pontualidade

Acompanhar o desempenho dos profissionais também é uma função do setor de Recursos Humanos. Dentre essas atividades, é necessário conferir a pontualidade dos colaboradores, tal como a assiduidade.

Essa tarefa é importante para realizar um controle da presença dos funcionários e fazer os ajustes necessários para que não haja problemas no dia a dia da empresa. Com relatórios que entregam esses dados automaticamente, isso se torna ainda mais fácil.

Nesse caso, é possível, por exemplo, implementar um software que organiza as informações do ponto eletrônico dos colaboradores. Com isso, o agrupamento desses dados por período é otimizado e os profissionais de RH podem fazer uma análise crítica.

 

Gestão de benefícios

Além do salário mensal, é fundamental se preocupar com o bem-estar dos funcionários. É aí que entra a importância da gestão de benefícios. Assim, pode-se analisar as necessidades dos profissionais e garantir um bom engajamento.

Vale-transporte, vale-refeição, vale-alimentação, bonificações, assistência médica e odontológica: todos esses são exemplos de benefícios que podem ser oferecidos aos colaboradores.

Com o auxílio de um sistema apropriado para essas tarefas, torna-se simples administrar essas demandas, manter o pagamento em dia, organizar as parcerias com as demais empresas, dentre outras atividades que envolvem a gestão de benefícios.

 

Integração com outros setores

Sabe o que mais ajuda na produtividade interna de uma empresa? Manter os setores bem integrados. Uma comunicação eficiente entre as partes de uma organização permite um desenvolvimento coeso e sustentável.

A tecnologia se mostra como uma excelente aliada na organização e na transmissão de informações. Assim, é possível compartilhar os dados com setores de Vendas, Finanças, Logística e outros e realizar uma gestão integrada.

 

Viu só como os sistemas de RH podem ser úteis no dia a dia? Para isso, nada melhor que usar softwares de qualidade e contar com uma empresa de confiança para realizar a criação e a manutenção de programas apropriados para a sua organização.

Quer saber onde encontrar soluções especializadas para o RH? Então, conheça agora mesmo os nossos serviços de Gestão de Pessoas!

NOSSAS POSTAGENS


 

 

 

BLOG / NOTÍCIAS > Tag: Gestão

 

Saiba o que é um sistema de gestão alfandegária!


As novas tecnologias trouxeram muitas facilidades para o cotidiano das organizações. Nesse sentido, os sistemas de gestão aduaneira cumprem um papel fundamental dentro dos processos logísticos e vão além do auxílio nos serviços de entrega, transporte e armazenagem. Eles trazem mais dinâmica e inovação para esse tipo de negócio, influenciando nas estratégias e nos planejamentos.

Levando em consideração essas informações, este artigo falará sobre a importância dos sistemas de gestão alfandegárias, abordando os benefícios dessa tecnologia. Confira!

 

O papel da logística alfandegária

Antes de começarmos, é importante trazer para você, o papel da logística alfandegaria, que abarca uma série de etapas e atividades por vezes complexas, que serão facilitadas por meio de ferramentas e sistemas de gestão. Nesse contexto, as funções da logística alfandegária abarcam:

  • Transporte de produtos;
  • Armazenagem de mercadorias, incluindo discriminação e preparo de itens;
  • Movimentação e entrega de matérias-primas, insumos e produtos.

Dessa forma, esse tipo de logística opera em atividades fundamentais no contexto internacional, tendo como principal foco, as etapas de importação e exportação que são analisadas e gerenciadas pelas organizações.

 

Uso da tecnologia na gestão alfandegária

Como sabemos, a logística internacional, bem como as nacionais, exige dos gestores atenção plena a cada detalhe, seja nas funções administrativas, legais ou operacionais. E, para que cada um desses aspectos saia exatamente como planejado, contar com a tecnologia é algo fundamental.

Nesse contexto, a obtenção do controle de todas as etapas, como, por exemplo, reunião de dados, integração de setores e informações terão menos chances de incidirem em falhas, caso seja utilizado um software de gestão. Abaixo, citaremos alguns benefícios que essas ferramentas podem propiciar. Veja!

Administração de impostos e documentos

Trabalhos que envolvem importação e exportação requer uma atenção redobrada à legislação e exigem uma série de documentações. Uma vez que cada país tem a sua própria lei, impostos e regras aduaneiras, um sistema eficaz de gestão possibilita:

  • A organização eletrônica de documentos;
  • A impossibilidade de informações duplicadas;
  • A eliminação de extravios;
  • A organização de movimentações entre outros benefícios.

Alinhamento com a legislação

Como já mencionamos, atividades de importação e exportação exigem obediência à lei e possuem uma série de requisitos a serem cumpridos. A tecnologia, nesse sentido, favorece o preparo para as determinações legais de cada país, o que agilizará autorizações e o pagamento de taxas, por exemplo. Isso fará com que a empresa ganhe tempo e otimize a operação.

Armazenamento

Outro fator importante que será impactado pelo uso de softwares de gestão aduaneira é o armazenamento, ou seja, as atividades que envolvem a separação, preparação e estoque de mercadorias. Todas essas ações requerem um planejamento estruturado, pois atrasos na liberação e distribuição podem ocasionar diversos transtornos, inclusive financeiros.

Dessa forma, com um sistema de gestão se torna possível o controle mais assertivo no que se refere a datas e solicitações de entrada e saídas em áreas fronteiriças, por exemplo, facilitando todo o processo.

 

Sistema de gestão alfandegária

ERP, ou Sistemas Integrados de gestão empresarial é um recurso tecnológico capaz de interligar os dados e processos de uma organização em um único sistema. Essa interligação traz otimização às rotinas de uma organização e reduz as chances de falhas que podem resultar no pagamento de multas, por exemplo.

E, para que a qualidade do trabalho não seja afetada, é importante contar com parceiros comprometidos em desenvolver os melhores ERP, capazes de atender empresas de diferentes segmentos, que te ajuda a potencializar resultados e agilizar processos do dia a dia. Entre em contato e contrate o melhor ERP do país!

NOSSAS POSTAGENS